Project Description

Prótese de Mento

AUMENTO DO QUEIXO

Termo Técnico: Mentoplastia

Definição: Procedimento indicado para aumento do volume e melhora do contorno da região do mentoneana (queixo), numa perspectiva de equilíbrio e harmonia da face. Grande parte das indicações é feita em conjunto com a cirurgia de nariz (rinoplastia) e/ou cirurgia de face (rejuvenescimento facial). Pode ser feita através de implante de prótese de silicone, implantes de Porex (polietileno poroso de alta densidade) ou através do enxerto de gordura.  Como em qualquer cirurgia de implante de silicone, é bom ter em mente que pode ser rejeitado pelo organismo, embora a pratica clínica mostre que é incomum ocorrer nesta região.

Outro aspecto interessante desta cirurgia é a sua reversibilidade, ou seja, retirado o implante por qualquer razão que seja, volta-se exatamente à situação anterior à cirurgia.

Tipos de anestesia

Geralmente anestesia local com sedação, podendo variar quando associada a outros procedimentos. Vale lembrar que a decisão do melhor tipo de anestesia fica a cargo do médico anestesista, que decidirá após conversa com o cirurgião e o próprio paciente.

Período de internação

Em geral de 6 a 12 horas se realizada como procedimento isolado.

Tempo de duração

Em média de 30 minutos.

Evolução pós-operatória

Os resultados são imediatos, quando já se aprecia a projeção dada ao mento. Deve-se ter o cuidado de realizar a higiene bucal com soluções antissépticas orais, devido à cicatriz dentro da boca. Os pontos, que são absorvíveis, caem em média de 7 a 10 dias, período de recuperação imediata.

O processo de amadurecimento da cicatriz e amolecimento da área da incisão demandará de 6 a 12 meses. Poderá surgir alteração de sensibilidade na região do mento e lábio inferior consequente à manipulação local, o que pode ser reversível em semanas ou meses.

Cicatrizes

A incisão é feita dentro do lábio inferior, na mucosa, onde a cicatrização inicial (fechamento) é bastante rápida, geralmente de 7 a 10 dias.

Curativos

Podem ser usadas bandagens com fitas de micropore em alguns casos.

Complicações possíveis

É preciso entender que cada organismo reage de uma determinada maneira à cirurgia. Como exemplo, citamos a reação individualizada a determinados medicamentos, o que nos leva a preferir “esse ou aquele remédio”. Nesse sentido, independentemente do trabalho médico ter sido feito com o maior zelo, perícia e cautela, o resultado final também dependerá da reação do organismo à cirurgia e dos cuidados pós-operatórios, podendo em alguns casos ocorrer resultados desfavoráveis. Entre eles que, felizmente, são raros, o (a) paciente pode apresentar:

* Infecção;

* Necrose de pele, por deficiência circulatória (sendo o tabagismo sua maior causa);

* Abertura dos pontos realizados, com exposição e consequente perda da prótese;

* Complicações anestésicas – conforme o tipo de anestesia realizada – podendo acontecer alergia a medicamentos (choque anafilático), vômitos repetitivos, hipertermia maligna, etc;

* Complicações estéticas como irregularidades da área operada, etc;

* Alteração de sensibilidade da região operada;

* Hematomas;

* Entre outras.

Recomendações pré-operatórias

* Compareça ao local da cirurgia (hospital, clínica), no horário previsto e marcado na sua guia de internação;

* Apresentar-se para a internação acompanhado (a) de alguém;

* Comunicar qualquer anormalidade apresentada ou uso de medicações antes da internação (ex: doenças, uso de medicações como AAS e anti-inflamatórios que devem ser suspensos 7 dias antes da cirurgia, bem como chá de alho ou GinkoBiloba,etc.);

* Tomar banho de corpo inteiro na véspera da cirurgia;

* Não usar esmalte de cor escura;

* Não usar maquiagem;

* Jejum mínimo de 8h antes da cirurgia (inclusive de água), evitando bebidas alcoólicas ou refeições fartas na véspera da cirurgia;

* Não levar objetos de valor, pois a perda é de responsabilidade do paciente.

Recomendações pós-operatórias

* Higiene bucal com antissépticos orais após as refeições;

* Aplique compressas de gaze estéril embebida em água fria filtrada ou soro fisiológico sobre o mento várias vezes ao dia, renovando-as a cada 30 minutos, durante os primeiros 5 dias. NÃO APLICAR GELO, pois a pele está insensível e podem ocorrer queimaduras;

* Alimentação normal (salvo em casos especiais que receberão orientação específica);

* Evite sol, vento e friagem por um período de 30 dias;

* Obedecer rigorosamente à prescrição médica;

* Voltar ao consultório para a troca de curativos, nos dias e horários marcados;

* Consultar essas instruções tantas vezes quantas forem necessárias, restando alguma dúvida, contatar o Dr. Diogo ou outro profissional de sua equipe;

* O resultado esperado também depende de você.

Lembretes importantes

* Toda cirurgia envolve riscos e toda intervenção com finalidades estéticas quanto reparadoras pode necessitar de retoques;

* Essas recomendações são gerais e dizem respeito à evolução habitual de pós-operatório, podendo ocorrer complicações não contidas neste informativo com as respectivas orientações que se fizerem necessárias.